17/05/2017 15h57

Incaper realiza visita técnica sobre pimenta-do-reino em Sooretama

A pimenta-do-reino em Baixo Guandu é uma atividade muito nova, mas que está conquistando uma parcela de produtores.

Produtores rurais do município de Baixo Guandu participaram de uma visita técnica, nesta terça-feira (16), no município de Sooretama. A atividade foi realizada pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e teve como objetivo conhecer a produção de pimenta-do-reino, para melhorar as lavouras por meio da transferência de tecnologia.

Os participantes puderam conhecer o jardim clonal com produção de mudas de qualidade superior; o plantio da pimenteira-do-reino em tutores vivos em árvore de neem e com a leguminosa gliricídia; lavoura em produção da variedade bragantina; comparação de produção entre as variedades bragantina e kottanadan; nutrição e irrigação; controle de pragas e doenças; e colheita e beneficiamento.

“O município de Sooretama é referência na produção de pimenta-do-reino no Norte do Espírito Santo. Tentamos trabalhar da forma mais correta possível para levar ao agricultor orientações pertinentes e eficazes para que a produção seja de qualidade”, ressaltou o extensionista Carlos Roberto Gomes Cândido.

A pimenta-do-reino em Baixo Guandu é uma atividade muito nova, mas que está conquistando uma parcela de produtores. “De um ano e meio para cá identificamos 10 produtores que deram início à atividade com cerca de 10 hectares plantados. Além de ser mais uma alternativa de renda, em alguns casos, considerando a prolongada crise hídrica que assola o município, partindo para seu 4º ano, por ser uma cultura que consome menos água que o café, pode se tornar a principal atividade na pequena propriedade”, explicou o extensionista Ivan Marcelo Lins Nogueira.

Excursão em Jaguaré

Um grupo com 45 agricultores familiares e 3 técnicos do escritório local do Incaper de São Gabriel da Palha participaram de uma excursão ao município de Jaguaré para visitar propriedades de produção de pimenta-do-reino. O objetivo foi a difusão de informações e o conhecimento das áreas já implantadas de pimenta-do-reino usando o tutor vivo neem indiano.

Os participantes visitaram três lavouras em estágio diferentes de implantação e/ou produção e conheceram os pontos positivos e negativos de cada forma de condução. Foram esclarecidas também as dúvidas gerais sobre a pipericultura, como adubação, controle fitossanitário, escolha de variedades e local de plantio.

“Foi notável a participação de mulheres nesta atividade com um esforço da equipe para inclusão delas nesta excursão, quebrando o padrão onde geralmente apenas os homens participam de atividades coletivas relacionadas à agricultura. Para a equipe dos escritórios locais de São Gabriel da Palha e Jaguaré a excursão foi considerada um sucesso por conseguir um expressivo número de produtores para participarem da atividade em plena época de colheita de café, além da qualidade das informações fornecidas”, ressaltou a extensionista Patrícia Estevam Jacomo.

Ao final, foi possível perceber a satisfação dos agricultores e muitos citaram que agora estão mais preparados para realizarem um bom plantio e boa condução da cultura, e aqueles que já iniciaram a implantação vão poder descobrir o que fizeram de errado e se é possível corrigir.

O evento faz parte de uma das etapas do Projeto Ater Sustentabilidade.

Informações à imprensa
Assessoria de Comunicação do Incaper
Juliana Esteves - juliana.esteves@incaper.es.gov.br
Luciana Silvestre – luciana.silvestre@incaper.es.gov.br
Tatiana Caus – tatiana.souza@incaper.es.gov.br
Vanessa Capucho - vanessa.covosque@incaper.es.gov.br
Texto: Vanessa Capucho
Tel.: (27) 3636-9865 / (27) 3636-9868
Twitter: @incaper Facebook: Incaper

 

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard