Agroecologia e Agricultura Orgânica

A produção agroecológica e orgânica ganha cada vez mais espaço nas propriedades rurais e os alimentos saudáveis enchem o prato na mesa dos brasileiros. Há mais de 25 anos, o Incaper realiza estudos técnico-científicos que culminaram no desenvolvimento de tecnologias e inovações, as quais são disponibilizadas aos produtores rurais de base familiar por meio das ações de assistência técnica e extensão rural. Em diversos municípios capixabas, o Incaper incentiva a adoção de práticas sustentáveis e agroecológicas. Essa atuação contribui de maneira significativa para o desenvolvimento do setor.

O Instituto possui uma Unidade de Referência em Agroecologia, instalada na Fazenda Experimental Mendes da Fonseca, município de Domingos Martins. Trata-se de um polo de inovação e disponibilização de tecnologias sustentáveis, sobretudo na área de olerícolas. Esse trabalho foi vencedor do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional (edição 2014), realizado pelo Ministério da Integração Nacional, na categoria Projetos Inovadores.

No que se refere à produção animal agroecológica, o Incaper possui, na Fazenda Experimental de Linhares, uma Unidade Experimental de Produção Animal Agroecológica (UEPA). A unidade desenvolve trabalhos com galinhas caipiras, compostagem, abelhas sem ferrão e elaboração de fórmulas de ração visando um melhor aproveitamento pelas aves, usando várias alternativas que possam baixar seu custo para o produtor. A UEPA é uma unidade experimental e demonstrativa onde são realizadas visitas técnicas, demonstração dos métodos e instalações por meio de oficinas e também oferta de estágios para estudantes.

No Espírito Santo, 400 produtores rurais já possuem a certificação orgânica. Em torno de 1.300 não utilizam produtos químicos nas lavouras, e outros 300 estão em fase de transição (saindo do cultivo tradicional e adotando as práticas de agroecologia). Juntos, estes produtores (certificados e em transição) colhem cerca de 12.800 toneladas por mês. Os produtos mais cultivados são frutas e olerícolas.

A agroecologia ocupa 9.500 hectares do território capixaba, e está presente em pelo menos 40 municípios. Os principais municípios com propriedades certificadas são: Boa Esperança; Cariacica; Cachoeiro de Itapemirim; Ibitirama, Domingos Martins; Iconha; Iúna; Jaguaré; Laranja da Terra; Mantenópolis; Montanha; Muqui; Nova Venécia; Santa Leopoldina; Santa Teresa; Santa Maria de Jetibá; São Mateus, Venda Nova do Imigrante, Rio Bananal, Dores do Rio Preto, Barra de São Francisco, São Mateus, Águia Branca e Colatina.

Tecnologias

 

Feiras Orgânicas e Agroecológicas

Existem no Espírito Santo cerca de 50 pontos de venda de produtos orgânicos, como supermercados, feiras livres, feiras e lojas especializadas. Na Grande Vitória, existem 28 feiras de produtos orgânicos. No interior, destaca-se as feiras e pontos de comercialização de Nova Venécia, São Gabriel da Palha, Montanha, Jaguaré e Iconha. Veja a localização dessas feiras.

Com a pandemia do Coronavírus, o segmento de Delivery de produtos orgânicos cresceu em todo o Estado. A procura por alimentos livres de contaminantes e a comodidade da entrega em casa ampliou a procura e o interesse pelos produtos orgânicos e agroecológicos.

Tópicos:
Agroecologia
2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard
Google Analytics - Incaper